BRS CAPIAÇU

Tenha o BRS Capiaçu como o seu maior aliado de alta produtividade e conquiste resultados surpreendentes

Assista ao vídeo para conhecer o nosso viveiro e saiba como funciona cada etapa da preparação das mudas do BRS Capiaçu!

Mudas originais

Somos licenciados pela Embrapa, e vendemos mudas 100% originais.

Segurança e Compromisso

Criadores descobrem como aumentar o lucro no campo EVITANDO DESPERDÍCIOS, AUMENTANDO A PRODUTIVIDADE E GASTANDO MENOS 

Descubra agora O CAPIM que você vai plantar para AUMENTAR SEUS LUCROS TAMBÉM.

CAMPEÃO DE PRODUTIVIDADE

Produz 50 toneladas de matéria seca hectare/ano

Média de 30% a mais em relação as demais cultivares

Produção de 300 t/ha/ano de Matéria Verde em 3 cortes anuais

Potencial de produção 3 vezes superior a produção da biomassa obtida com o milho e sorgo

Quantidades totais de Proteína Bruta e NDT são MAIORES que àquelas obtidas pelo milho, cana-de-açúcar e sorgo

POR QUE INVESTIR NO BRS CAPIAÇU É A MELHOR OPÇÃO?

Excelente valor nutricional

Florescimento tardio

Facilidade de colheita mecânica

Permite de 2 a 5 colheitas anuais

Responde ao uso de fertilizantes e irrigação

Vida útil da capineira de 15 anos

Touceiras eretas, densas e resistentes ao tombamento

SOMOS CREDENCIADO PELA

GARANTIA DE QUALIDADE

O CAPIM GIGANTE QUE VIROU FEBRE NA PECUÁRIA

OS NÚMEROS DA EVOLUÇÃO

PRODUÇÃO EM TONELADAS DE PROTEÍNA BRUTA ANUAL

CUSTO DA TONELADA DA PROTEÍNA PRODUZIDA

PRODUÇÃO EM TONELADAS DE MATÉRIA SECA AO ANO

CUSTO DA TONELADA DA MATÉRIA SECA

o maior viveiro credenciado do brasil

Depoimentos dos nossos clientes

Eu não acreditava! Mais barato que milho! Obrigado Mater.

Até que enfim achei muda original!!. Plantei e deu certo! Agora sim meu gado tem comida pro inverno.

Consegui melhorar muito a produção de forragem. Pessoal da Mater é muito ponta firme.

Muito bom!! Comprei e aprovei! Hoje já não passo mais sufoco para alimentar meu gado. Comprar silagem nunca mais!!!

Anterior
Próximo

DÚVIDAS FREQUENTES

Escolha, preferencialmente, áreas com solos férteis e com possibilidade de mecanização e irrigação
Recomenda-se que a capineira seja formada em área que facilite o transporte da forragem colhida, o enchimento dos silos e a realização da adubação orgânica.
Evite áreas de várzeas úmidas ou sujeitas a alagamentos, uma vez que o CAPIAÇU não tolera solos encharcados.

Prepare o solo de forma convencional, faça arações e gradagens conforme a necessidade e condição do terreno.
A calagem deve ser realizada com base no resultado da análise de solo, visando alcançar 60% de saturação por bases.
Dê atenção especial ao controle de plantas daninhas, de forma a não comprometer o estabelecimento e a longevidade da capineira, bem como evitar capinas e aplicações de herbicidas após o estabelecimento da cultura.

O plantio deverá ser de, aproximadamente, 15 a 20 cm de profundidade e o espaçamento entre os sulcos deverá ser de 0,70m a 1,20. No entanto, notamos em nossos viveiros que quanto menor for o espaçamento, menos invasora terá.

As hastes deverão ser cobertas com 10 a 15 cm de terra.
Normalmente esse procedimento é feito de forma manual com utilização de enxadas.
Não pode deixar partes das mudas descobertas.

São necessárias adubações no ESTABELECIMENTO do plantio e ADUBAÇÕES PERIÓDICAS.

No PLANTIO recomenda-se a aplicação apenas da ADUBAÇÃO FOSFATADA, distribuída no fundo dos sulcos.
Para a maioria dos solos são necessários de 120 kg/ha de P2O5, que corresponde a 600 kg/ha de SUPERFOSFATO SIMPLES.
A aplicação do potássio deverá ser realizada quando o teor deste elemento no solo for inferior a 50 ppm, numa dose de 80 a 100 kg/ha de Cloreto de Potássio.

Nas ADUBAÇÕES PERIÓDICAS, a PRIMEIRA adubação em cobertura/manutenção deve ser realizada quando as plantas atingirem a altura média de 0,50m.
Recomenda-se a aplicação fracionada de 1.200kg/ha/ano da formulação NPK (20-05-20), após cada corte, sempre com o solo úmido.

Em áreas irrigadas, pode-se a usar até 1.400 kg/ha/ano da fórmula 20-05-20, com aplicações divididas após cada corte.